Especial: Gauchão 2013

 
Inicia neste final de semana mais um Campeonato Gaúcho, que repete a fórmula das competições anteriores: dois turnos, com fase classificatória, quartas, semis e final, em jogos únicos. Os campeões de turno fazem a grande final, que pode ser eliminada se um mesmo clube vencer ambos os turnos.

As novidades este ano são os retornos de Esportivo e Passo Fundo, nas vagas deixadas por Ypiranga e Avenida, rebaixados ano passado. E falando em queda, outra novidade está no número de clubes que descerão: três pela classificação geral, ao invés dos dois dos últimos anos.

Confira um apanhado sobre os clubes que disputarão o Gauchão 2013.

**************************************************

Canoas
O Canoas não quer passar o sufoco que vem passando nos últimos anos, quando sempre esteve no limiar do rebaixamento. O técnico será Rodrigo Bandeira, que teve bom desempenho na Divisão de Acesso pelo União Frederiquense. E aposta em jogadores rodados, como o centroavante Adriano Chuva, ex-Grêmio, Palmeiras e Juventude. Marcelo Estigarribia, que trinou o Canoas em 2012 está na direção de futebol. Maicon Sapucaia, um dos reforços, segue no time, mas ao final do Gauchão vai para o Brasil de Pelotas. A esperança está com o jovem atacante Marreta, vindo do Guarani-VA.

Time-base: Nicolas; Michel, Nilo, PC e Julinho; Nathan, Marquinhos, Diogo Oliveira e Adilson; Max e Ederson.


Caxias
O time da campanha do vice-campeonato de 2012 acabou não dando resultados na Série C do Brasileiro, quando não passou da primeira fase. E acabou buscando um ex-rival para o comando, Antônio Picoli, ex-zagueiro e técnico do Juventude. Para o ataque, trouxe do dois dos seus algozes na Série C pelo Macaé: Zambi (atacante), que pelo time carioca marcou 5 gols no grená e Wallacer (meia). Mas o Caxias também apostou no interior e trouxe dois atletas do 14 de Julho de Livramento: o zagueiro Léo Korte e o volante Alexandre Lando. E mais reforços podem chegar, graças a uma parceria com o Inter, que cederá jogadores em troca do uso do estádio Centenário para m,andar seus jogos durante a reforma do Beira-Rio.

Time-base: André Zuba; Alisson, Jean, Lino e Dener; Humberto, Paraná, Michel e Kleberson; Rafael Santiago e Zambi.


Cerâmica
A cada ano que passa o Cerâmica vem marcando seu espaço no cenário do futebol gaúcho e já alçando voos mais altos no futebol nacional, já tendo disputado Copa do Brasil e Brasileiro da Série D. Será treinado por Guilherme Macuglia e o clube manteve a base da equipe que jogou o Gauchão anterior, à exceção de Rogerinho, contratado pelo Juventude. Os principais reforços estão no meio-campo: Serginho e Zaqueu.

Time-base:  César, Bindé, Alexandre, Robson, Zaqueu, Pedro, Cidinho, Geninho, Rafael Paraíba, Zeferino e Dinei.


Cruzeiro
O Estrelado já se despediu do Estrelão e no meio deste ano inaugurará sua arena em Cachoeirinha. Enquanto isto, mandará seus jogos no Passo da Areia. O time segue sob o comando de Beto Campos e os reforços chegaram principalmente para o ataque. Jô retornou ao clube após campanha do acesso da Chapecoense para a Série B do Brasileiro. Chegaram também o meia Everton Jaú e os atacantes Régis e Clodoaldo. E uma das promessas do clube também está na frente: Welder, revelado na base cruzeirista.

Time-base: Fábio; Márcio, Claudinho, Rogério, Tiago Baroni; Almir, João Pedro, Everton Jaú, Faísca; Jô, Clodoaldo.


Esportivo
De volta à elite do futebol estadual, o Esportivo visa primeiro manter-se na Série A e quem sabe, chegar em algum mata-mata de turno. Para isto, manteve o técnico do acesso, Luis Carlos Winck. No grupo de atletas, um dos destaques de 2012 foi reincorporado: Rafael Bittencourt. Rodrigo Zeferino foi para o Cerâmica. Uma das novidades está na lateral esquerda com Felipe Athirson, que disputa vaga com Raone. O ataque é novo: Diego Campos e Léo Aro. A zaga segue protegida pelo experiente Ediglê.

Time-base: Fabiano, Erick, Ediglê, Dirley e Felipe Athirson; Fábio Oliveira, Mateus, Anderson Feijão e Rafael Bittencourt; Diego Campos e Léo Aro.


Grêmio
Pelo menos até a fase eliminatória da Libertadores, quando pega a LDU do Equador, o Gauchão está em segundo plano. Mas uma eliminação na competição sul-americana tornará o estadual uma copa do mundo. Enquanto isto, o Grêmio irá com uma equipe B, mesclando reservas e juniores, treinados por Mabília. Caso o time titular entre em campo, o torcedor poderá ver o goleiro Dida, o zagueiro Cris e os atacantes Willian José e Vargas, contratados mais famosos, além das promessas vindas do Juventude: Follman (goleiro), Bressan (zagueiro), Alex Telles (lateral esquerdo) e Ramiro (meia), junto com Deretti, ex-Figueirense.

Time-base: Dida; Pará, Saimon, Cris, Alex Telles; Fernando, Souza, Elano, Zé Roberto; Kleber (Willian José) e Marcelo Moreno - titulares; Busatto; Tinga, Douglas Grolli, Werley e Calyson; Gerson,  Léo Gago, Ramiro e Rondinelly; Gustavo Xuxa e Lucas Coelho - time B (Werley e Léo Gago estão no time B por estarem suspensos na Libertadores).
Inter
Pensando em focar forças na preparação física, o Inter também poupa seus titulares no início da Gauchão. Jogará três das quatro primeiras partidas com o time sub-23 dirigido por Osmar Loss. Treinado por Dunga, vai em busca do tricampeonato estadual com a base do time do ano passado, onde o desentrosamento e a preparação física foram responsabilizadas pelo fraco desempenho no Brasileirão. Dos reforços, destaques para o meia Caio, ex-Botafogo, Vitor Junior, ex-Corinthians e Willians, ex-Flamengo. O lateral Gabriel, que rescindiu com o Grêmio, deve chegar.

Time-base: Muriel; Elton, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Willians, Bolatti, Dátolo e D’Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião - titulares; Agenor; Cláudio Winck, Thales, Romário e Raphinha; Rodrigo Dourado, Augusto, Lucas Lima, Cassiano, Maurinho; Maurides - time sub 23
Juventude
O esmeraldino caxiense tenta se renovar após as quedas sucessivas nas divisões nacionais e a consequente falta de verba. Conquistou a Copa Hélio Dourado e garantiu vaga na Série D. Comandado por Lisca, que assumiu em meio à Série D do ano passado, o time melhorou de rendimento e busca na base a complementação do plantel. Destaques para o volante Jardel, o meia Rogerinho (ex-Cerâmica) e o atacante Zulu.

Time-base: Fernando; Murilo, Rafael Pereira, Deoclécio, Robinho; Fabrício, Jardel, Rogerinho, Maurício; Diogo Oliveira, Zulu.


Lajeadense
O Alviazul do Vale do Taquari será comandado no Gauchão por Flávio Campos, ex- volante campeão da Copa do Barsil pelo Juventude. Algulas caras do time são conhecidas, como a dupla de zaga Micael e Gabriel, bem como o volante Rudiero. Outros caras novas e experientes, como gos goleiros Eduardo Martini (ex-Grêmio), o zagueiro Mineiro (ex-Inter), o meia Maico Gaúcho (ex-Santa Cruz e São José) e o atacante Rafael Aidar (ex-Juventude). Também integram o grupo atletas da base, revelados na parceira com o clube mineiro Pedro Leopoldo, que disputa a Taça BH, como  os atacantes Leandro e Lucas e o volante Moisés. A conferir.

Time-base: Eduardo Martini, Márcio Gabriel, Micael, Gabriel e Márcio Goiano; Rudiero, Ramon, Léo Franco e Maico Gaúcho; Rafael Aidar e Jandson.


Novo Hamburgo
O Novo Hamburgo espera fazer melhor do que o feito em 2012 e ganhar quem sabe um dos turnos. No comando de Gilmar Iser, o Nóia manteve apenas Márcio Hanh e Paulinho Macaíba do time do ano passado. E este nov plantel ainda não venceu: quatro empates e uma derrota. Destaques para s experientes: zagueiro Léo Fortunato (ex-Cruzeiro-MG), volante Carlos Eduardo (ex-Avenida) e o atacante Guilherme (ex-Grêmio). E há um estrangeiro: o colombiano Jefferson Angulo, 25, do Once Caldas, mas que já rodou pelo Brasil por Vila Nova-GO e Catanduvense-SP.
Time-base: Paulo César, Sebá, Léo Fortunato, Thiago Steffen, Carlos Eduardo; Márcio Hahn, Fábio Gomes, William, Zabotto;  Paulinho Macaíba, e Guilherme.


Passo Fundo
Recém promovido à divisão principal, o Passo Fundo retorna para ficar. Sob o comando de Ricardo Atolini, técnico do acesso, mescla a juventude do meia Diego Miranda, destaque da campanha do regresso (e que já desperta a cobiça de outros times, como o Atlético-PR), com a experiência do volante Claiton, ex-Inter e outros vários clubes. Conta também com o goleiro Bruno Grassi (ex-Ypiranga e Mogi Mirim), o zagueiro Júlio Santos (ex-São Paulo e Mazembe) e Xaro (lateral esquerdo, ex-São Luiz), dentre outros.

Time-base: Bruno Grassi; Jéferson, Júlio Santos, Gláuber e Xaro; Janderson, Gil, Claiton e Diego Miranda; Guto e João Paulo.


Pelotas
O áureo-cerúleo vem realizando boas campanhas desde que regressou à divisão principal do Gauchão  chegando a decidir um turno, em 2011. Mas o Pelotas quer mais. Tem no banco o comando de Beto Almeida e conta com um grupo experiente, no qual se destaca o goleiro Jonatas, o lateral George Lucas, os laterais Jadilson e Brida e o meia Fabiano Gadelha. E o Pelotas também contra com um gringo no plantel: é o peruano Junior Ponce, 18, vindo do Hoffenhein-ALE. Novidade também no fardamento, agora fornecido pela multinacional Adidas.

Time-base: Jonatas; George Lucas, Wagner Silva, Tony e Brida (Jadilson); Igor, Tiago Renz , Filipinho e Fabiano Gadelha; Wesley e Wellington.


Santa Cruz
O Galo da Terra do Fumo tenta algo melhor do que em 2012, quando disputou a fuga pelo descenso com o rival Avenida, este rebaixado. Treinado pelo uruguaio Sergio Ramirez, também tem na rodagem dos atletas sua principal característica. Confira: goleiro Fernando Vizzoto (35 anos), zagueiro Márcio Nunes (32), lateral Wellington Baroni (32), meias Gabriel (32) e Fábio Pereira (31), além do atacante Brasão (31). O time oscilou bons e maus momentos na fase de preparação e é uma incógnita neste estadual.

Time-base: Fernando Vizzotto; João Neto, Marx Ferraz, Marcelinho, Wellington Baroni; Diego Teles, Maurinho, Elton, Igor; Anderson, Brasão.


São José
O Zequinha, o "Mais Simpático do Sul", como está estampado no estádio Passo da Areia, terá mais uma vez o comando técnico de Agenor Piccinin e terá o seu estádio e campo sintético os seus aliados. Em 2012, foi praticamente imbatível em seus dominios e nele conquistou a Copa Centenário no início do ano, contra Juventude, Cruzeiro e Santa Cruz. Destaques do time ficam para o zagueiro Gustavo, o meia Cleber e os atacantes Rodrigo Paulista e Lucas Gaúcho (este revelado na base do São Paulo junto com Lucas, hoje no PSG).

Time-base: Victor; Thiago Matos, Gustavo, Douglas Lima, Diego; Everton, Willian, Cleber, Bruno; Luizinho, Lucas Gaúcho.


São Luiz
O Colorado da Colmeia do Trabalho terá como treinador Tonho Gil e teve uma boa fase de preparação, com três vitórias e uma derrota. Conta com jogadopres que já são conhecidos da torcdida como o goleiro Oliveira, o volante Baiano e o atacante Eraldo. NO ataque, junta-se Juba, ex-Novo Hamburgo, Thiago Duarte, ex-Pelotas e Gavião, ex-Cruzeiro. No meio estão Marcos Paraná e Marcos Rogério, ex-Veranópolis e na zaga Marcelo Oliveira, ex-Brasil de Pelotas. Experiência não falta. Vamos ver o que em campo o grupo do Rubro fará.

Time-base: Oliveira; Júnior Barbosa, Tiago Costa, Marcel e Élton Macaé; Baiano, Chicão, Marcos Paraná e Adãozinho; Juba e Eraldo.


Veranópolis
Na primeira divisão desde quando subiu em 1995, o VEC vem com projeto de não ser o clube "safrista", ou seja, joga o Gauchão e depois fecha as portas. Para isto, vai em busca de uma vaga na Série D (que obteve em 2012 mas desistiu). No comando o novato Marcelo Caranhato, que treinou o Brasil de Farroupilha na Divisão de Acesso ano passado e conta no grupo com rostos conhecidos, casos do lateral Fininho, os zagueiros Fred e Wagner Garibaldi, o meia Eduardinho e o atacante Lê. João Ricardo assume a camisa 1 com a saída de Luiz Miller.

Time-base: João Ricardo; Fininho, Fred, Jonas e Emanuel; Escobar, Márcio, Eduardinho e Juninho; Leandro Diniz e Lê.
 
0 comentários | Escrever comentário